Indústria

Você

Acessar

Notícias

SENAI 11/09/2017 - 16:06hs

SENAI forma primeiras turmas de técnicos em Panificação e Confeitaria

Também receberão diplomas estudantes que concluíram o Curso Técnico em Redes de Computadores. Solenidade será nesta terça-feira (12), na sede da FIEMA.

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA

Veruska Oliveira/COCEV/FIEMA
Imagem ampliada Unidade de Tecnologia de Alimentos do SENAI-MA

SÃO LUÍS – Os primeiros 44 alunos que concluíram os cursos técnicos em Panificação e Confeitaria, promovidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-MA), serão diplomados, nesta terça-feira (12), às 17h, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA). Entre os recém-formados, 18 foram encaminhados pelo Grupo Mateus, e atendidos pelo SENAI dentro da cota de aprendizes para a indústria. A turma pode vivenciar situações reais do mundo do trabalho na prática profissional, que foi realizada dentro da indústria de pães Bumba Meu Pão. Na cerimônia de diplomação, também serão formados alunos que concluíram o curso técnico em Redes de Computadores na entidade.

Os cursos técnicos em Panificação e em Confeitaria possuem carga horária de 1000 horas e 1160 horas, respectivamente, e são ministrados na Unidade de Tecnologia de Alimentos do Centro de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI - Distrito Industrial, inaugurado no ano passado. Além de atender a demanda da indústria em relação à educação profissional, a unidade conta com modernos laboratórios, sala de análise físico-química, sala de fornos e salas de aulas climatizadas. Já os alunos do técnico em Redes de Computadores (1400h), concluíram o curso no SENAI – CEPT Raimundo Franco Teixeira, localizado no bairro Monte Castelo.

MERCADO - A qualificação profissional ajuda os trabalhadores a ingressarem mais rápido no mercado de trabalho. De acordo com Pesquisa de Acompanhamento de Egressos do SENAI, seis em cada dez ex-alunos de cursos técnicos formados em 2015 já estavam empregados em 2016, mesmo em meio à crise econômica.

No Brasil, 9,3% dos estudantes fazem cursos profissionais junto com o ensino médio. Esse número não chega nem perto de outros países como Áustria (75,3%), Finlândia (70,1%) e Alemanha (48,3%). A expectativa é que a recente reforma do ensino médio ajude a ampliar esse número. Segundo a nova legislação (Lei 13.415, sancionada em fevereiro), a formação técnica e profissional será um dos cinco itinerários para aprofundamento dos estudos disponíveis aos alunos dessa fase escolar. Ao final, quem fizer essa escolha terá os diplomas do ensino médio e da formação técnico profissional.

ALIMENTOS - Especificamente, os segmentos de Panificação e Confeitaria vêm registrando um crescimento contínuo em número de estabelecimentos e o seu faturamento está entre os seis maiores do segmento industrial brasileiro, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP). São mais de 70 mil panificadoras no Brasil, dentre as quais 60 mil são micro e pequenas empresas. O setor gera mais de 1 milhão de empregos diretos, dos quais 245 mil (35%) concentram-se na produção, e corresponde a 36% na indústria de produtos alimentícios.

1459 notícias | Mostrando de 1 a 6