Notícias



Expectativas da indústria não se consolidaram em abril


Data: 12 de junho de 2019
Crédito: Coordenação de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Fotos: José Paulo Lacerda - Agência CNI
Fonte da notícia:FIEMA

SÃO LUÍS – Os índices da indústria maranhense no mês de abril ficaram abaixo das expectativas exprimidas em março. Segundo a Sondagem Industrial do Maranhão, pesquisa elaborada mensalmente pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a projeção do aumento da demanda por produtos industriais, de 58,1 pontos para os próximos seis meses, foi prontamente frustrada no mês, caindo 8,1 pontos. O aumento dos estoques finais em 2,1 pontos e a queda de 17% na Utilização da Capacidade Instalada (UCI) confirmaram a não consolidação desta expectativa.

De acordo com o estudo, realizado no período de 2 a 16 de maio, o índice que capta a evolução do número de empregados também frustrou as expectativas. A projeção em março era de aumento para os próximos seis meses, contudo, este não se registrou e o índice, em abril, se consolidou na faixa dos 50 pontos (estabilidade). Diante deste cenário, o volume de produção apresentou um recuo de 1,8 pontos e as expectativas para os meses subsequentes, a partir de maio, foram mais pessimistas comparadas as de março.

Participaram da sondagem indústrias dos segmentos de Alimentos, Vestuário, Couros, Derivados do petróleo, Biocombustíveis, Química, Limpeza e perfumaria, Plásticos, Minerais não metálicos, Metalurgia, Produtos de metal, Veículos automotores, Móveis, Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos.

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste